COMO LIDAR COM UMA RECAÍDA AMOROSA?

2a123c171925171ffd9de2f95ea15376bdad372e

__________________________

Como lidar com uma recaída amorosa?

Observa este pequeno trecho de uma música de uma dupla sertaneja:

[…]
E hoje mesmo separados sinto
Que o seu corpo ainda é meu,
Às vezes me escondo
E faço de tudo pra ninguém notar que eu
Vivo e morro por ti,
Tem semanas que às vezes sofro e vem as recaídas,

Às vezes eu queria ter o poder de poder
Te apagar da memória
Nessa fraqueza ter força pra fazer
Com que essa nossa história não passe
De passado e fique da porta pra fora.
[…]

A música é de Henrique e Juliano e se chama RECAÍDAS, justamente o tema que irei tratar neste texto.
O que é uma recaída amorosa? Imagine que você acabou um relacionamento amoroso com alguém, é normal que você se sinta mal com o fim, afinal o fim de um relacionamento é geralmente algo doloroso. Pois bem, com a dor do fim do relacionamento é normal também que a pessoa entre em um período (que pode ser longo ou curto) de estagnação: é um período em que o indivíduo fica “para baixo”, indisposto, meio depressivo. Pois bem, o processo de superação desta dor, desta estagnação pode ser representado como o ato de se reerguer, levantar-se. Este processo de se reerguer é se dá em etapas, em fases, como no ato de subir uma escada: um degrau de cada vez. Ago imagine que você está focado na superação, focado em se reerguer, sair da estagnação, mas no meio deste processo você desvia a sua atenção e volta o pensamento para a pessoa com quem você viveu o último relacionamento, pessoa esta que você está focado em esquecer, superar, deixar de fazer sentido na sua vida; É neste momento que você possivelmente terá uma recaída.
Ter uma recaída é sair do processo de se reerguer. Comparando com o exemplo da escada, ter uma recaída é parar de subir e voltar degraus. Veja bem, você estava focado em chegar ao fim da escada, ou seja, esquecer totalmente a pessoa com quem você teve um relacionamento que por algum motivo chegou ao fim e te deixou mal, mas em algum momento parou na escada e até chegou a voltar alguns degraus (teve uma recaída), então começou a se afastar do seu objetivo. Ter uma recaída também pode ser entendido desta maneira, isto é, afastar-se do seu ibjetivo de ficar bem, superar aquele relacionamento que chegou ao fim.
Os motivos que levam uma pessoa a ter uma recaída são inúmeros: uma notícia sobre a vida do ex, encontrar com o ex em algum lugar, até mesmo sentir o cheiro do perfume na rua, encontrar fotos do casal que ficou guardada, ler alguma coisa que lembra o ex, pode até ser que a saudade mesmo faça com que alguém tenha uma recaída, mas o que clássico no âmbito das recaídas é escutar uma música e não se aguentar, AFUNDAR-SE mais uma vez na dor que o indivíduo estava superando. Em todo caso de recaída o indivíduo arruma um jeito de entrar em contato com o ex, o que ao meu ver é um erro, pois se o indivíduo estava superano o fim do relacionamento mantendo a distância do ex, então buscar uma reaproximação equivale a andar na contramão, é descer a escada mesmo.
Mas tem jeito de lidar com uma recaída? Bom, a recaída já é o ato concretizado de entrar em contato, declarar-se, desafabar, entre outras ações similares para com o ex, então, resumindo, a recaída já é a besteira feita. Deste modo, o que deve se ter em vista é a necessidade de lidar com a tendência à recaída, e não com “o leite derramado”, pois como o ditado já deixa bem claro, não valerá mais a pena chorá-lo.
Vou revelar uma coisa maravilhosa: UMA RECAÍDA NÃO É INEVITÁVEL. Isso mesmo, você pode muito bem evitar uma recaída. Como? Controle-se. Vou explicar tudo com um exemplo: Imagine que você receba uma notícia a respeito da vida do seu ex, você soube que ele está bem, que ele está saindo com outra pessoa, que ele está engajado com coisas importantes. Isso pode te afetar de uma maneira tal que você se sinta mal, sinta-se arrependido de ter acabado, de repente você se vê com saudades e não pensa em outra coisa a não ser entrar em contato com ele ou ela. Neste momento você tem duas opções: 1 – Ceder à tentação e descer degraus e 2 – Ficar quieto, respirar fundo, escolher não ceder e continuar subindo a sua escada. É muito simples, é uma questão de ESCOLHA. Você está afetado, você se sente tentado a entrar em contato, você quer muito isso, mas você só cede ao desejo se quiser.
Não fazer nada, ignorar o desejo não é fácil, mas é necessário, é o que você precisa, então você deve ser forte é fazê-lo. Você deve ser frio, você deve ser calmo, você deve ser RACIONAL, a racionalidade se torna sinônimo de FORÇA; Você deve ser forte. Você deve colocar na sua cabeça que você não tem duas opções (ceder ou não ceder), você só tem uma: NÃO CEDER. Pois, você está inserido em um processo de superação e você vai continuar nele. Veja bem: SUPERAÇÃO = SUPER + AÇÃO, isso dispensa explicações. Para lidar com as recaídas você tem que se SUPERAR.

______________________________

~::::~

(Anderson Yankee)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s