QUESTIONAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA DE DAVI E GOLIAS – ESPÍRITO MEDIEVAL

davi e golias

Quem nunca escutou a famosa história de Davi e Golias? Muita gente não escutou, creio eu. Mas ela é uma história bastante comum, que faz parte da coleção de histórias das religiões cristãs. Falo religiões pelo fato de hoje eu mesmo estar perdido a respeito de quantas religiões existem, é uma igreja diferente em cada esquina e cada uma se diz de princípios diferentes das outras, mas todas falam do mesmo Deus – isso me causa uma tremenda confusão. Mas tomemos como referência, dentro das tantas religiões cristãs, uma das igrejas mais sérias dentre estas tantas, que é a igreja católica. Pois bem, esta história de que falo faz parte da coleção de histórias da religião católica.
Basicamente, a história de Davi e Golias é a história de um garoto baixinho (Davi) que derrota um gigante super temido (Golias) lançando uma pedra na sua cabeça. De fundo há todo aquele drama de que o gigante era invencível, um guerreiro mortal que levava medo por onde passava, por outro lado, o pequeno Davi era aquele indivíduo pequenino, franzino, que ninguém dava nada por ele. Aí vem a cena principal da história onde Golias se depara com Davi depois de ter derrotado inúmeros guerreiros por onde passou, todo mundo aposta na morte do pequeno Davi pelas mãos do temido Golias, mas como um milagre o pequenino garoto acerta uma pedrada na testa do gigante com uma estilingada.
Qual o sentido desta história? Qual a mensagem que ela quer nos passar? É bem simples, a história de Davi e Golias quer nos passar a ideia de que não importa o quanto sejamos pequenos em nossa vida, podemos enfrentar os gigantes, que podem ser entendidos como adversidades em geral que nos ocorre na vida como um todo. Pois bem, por se tratar de uma história bíblica o elemento “Deus” é acrescentado – obviamente. Então, incorporando este elemento teremos a seguinte fórmula (sentido da história): Com Deus, não importa o quanto sejamos pequenos em nossa vida, com ele podemos enfrentar os gigantes. Em outras palavras, não importa o tamanho do desafio, com Deus poderemos enfrentá-los e vencê-los, mesmo que pareça impossível, mesmo que não acreditem na gente, mesmo que riam da gente e assim por diante. A história quer mostrar também que nestes momentos, se a pessoa crê Deus tomará parte da situação e fará com que um milagre aconteça, fará com que tudo dê certo, ele mostrará o caminho da vitória.
Pois é, Davi danado, se safou dessa. Bom, como dizem os cristãos: graças a Deus. Afinal de contas, foi Deus quem deu força a Davi, foi ele quem direcionou a pedra para a testa do infortunado gigante, foi Deus quem fez este milagre acontecer. Não foi? E Davi o que fez? Qual foi o papel daquele garoto pequenino nesta cena se afinal Deus é quem fez o milagre acontecer? Nenhum eu acho, pois se entendi bem foi tudo obra do Deus todo poderoso. Se pensarmos além da cena da morte do gigante, chego a conclusão de que não foi por acaso que Davi estava ali, foi Deus quem o levou até lá para concretizar o ato. Se formos mais além podemos dizer que todas as condições necessárias para que este fato que rendeu a Davi a fama de herói (mas o herói foi Deus) foram causadas por Deus. Estou errado? Acho que tudo isso não aconteceria sem a permissão de Deus, certo? Pergunta intrigante essa que traz como consequência questões muito polêmicas. Uma das consequências dela é que se respondemos que sim, então foi Deus também quem permitiu que tantas outras pessoas tivessem morrido antes para tornar a história mais dramática, para tornar o feito de Davi mais admirável. Se respondemos que não poderemos pensar em um acaso o encontro de Golias com Davi, ou até que não foi uma obra de Deus o fato de o pequenino ter matado o gigante; e se insistirmos nisso, então em que momento Deus começou a agir?
Bom, o que posso dizer é que não dá para questionar coisas como essa. Se fazemos questionamentos como este para uma pessoa muito religiosa certamente iremos “acabar na fogueira”, pois é tudo questão de fé; ou se acredita e esquece a lógica ou pensamos de maneira lógica e ficamos confusos. “Tudo isso é mistério da fé”.
Essa história, deixando de lado os questionamentos, reflete um pouco do espírito medieval. Vemos que o ponto principal de toda a trama é Deus, é ele quem age, ele quem faz, ele que é condição de possibilidade das coisas acontecerem. O homem, por sua vez é apenas um mero instrumento, sujeito passivo dentro da trama, aquele que só consegue realizar algo se for por um poder alheio, por um poder externo a você – o poder de Deus. Ou seja, o homem só é em Deus.

_______________________________

~X~

(Anderson Yankee)

9 respostas em “QUESTIONAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA DE DAVI E GOLIAS – ESPÍRITO MEDIEVAL

  1. amigo, so existe 1 igreja e a aquela que vai subir , se voçe faz parte dela pois nao era pra estar confuzo,a biblia diz que jesus ; e o caminho a verdade e a vida , e niguem vai ao pai , anao ser por jesus.joao ;13 6 ,leia em sua biblia. so esse verso derriba qualque,mintira e heresia que a igreja catolica prega …. para sua meditaçao leia.. exido 20 ; 3…..

    • Cara, show de bola seu coment. Maaaas… as religiões protestantes já surgiram da católica, não foi? Então, se só existe uma, como vc diz, esta não deveria ser a católica? Sei lá, ela antecede no tempo as “mais modernas” que vemos por aí em todas as esquinas e que surgem assim do nada, não é? Olha que nem sou religioso pra tá falando disso.
      Mas enfim, vejo que não estou expressando algum sentimento de confusão nesse post? Esse post, por sinal, trata do “espírito medieval” e toma como referência a história bíblica de Davi e Golias. Amigo, na boa, num fodxi. Aí vc cita a bíblia e tal, blá, blá, blá… Beleza, não muda nada, não estou questionando a bíblia, não tem motivo para vc vir usar tais citações – pura inconveniência.
      Para ajudar o entendimento, veja bem: “se você faz parte dela pois não era pra estar confuso”, vc disse isso. Bem, esta sua fala remete também a uma questão interessante sobre o espírito medieval, a de que todas as certezas já estão dadas através da religião e que elas são inquestionáveis; Ou seja, é simplesmente a questão do pensamento dogmático e da colocação da dúvida como “um crime” contra a fé. Estas questões fazem parte do que estava tratando no texto, de como é a forma de pensar colocada pelas religiões e o comportamento do homem com relação às questões religiosas, que é de passividade.
      Então excelentíssimo, espero que tenha esclarecido algumas questões e levantado algumas outras tbem, se isso não for heresia, crime, algo do tipo🙂
      Abraço.

  2. Rapaz; você está completamente enganado quanto a origem e formação histórica das igrejas.
    A Igreja Católica em tempos Medievais dominava como uma força além de mais nada, política. Foi criada com intuito de abençoar o poder dos nobres/ reis e estes em contra-partida as daria reciprocidade (autonomia, voz política e etc…). Para tanto, manipulava os textos bíblicos, deturpava as escrituras, vendia o que chamavam de Indulgência e “relíquias sagradas”.

    Obs1:
    Indulgências é a compra do perdão religioso pelos pecados. O indivíduo procurava uma autoridade católica e pedia para se redimir mediante uma quantia, ganhava inclusive um certificado dizendo que havia sido remido. Hoje em dia, historiadores encontram alguns desses certificados onde constam palavras ofensivas contra os que compraram tais indulgências. Já que as pessoas, em geral, não sabiam ler naquela época; achavam que era realmente um certificado que garantiria o perdão dos pecados dela. Constava na verdade escrito, o que hoje seria entendido como:

    “Otário, aprende a ler”
    “Muito ignorante, está achando que comprou a entrada pro paraíso”
    e etc…

    A pessoa muitas vezes pendurava na parede da sala como se fosse a sua remissão.

    Obs2: as relíquias sagradas eram na verdade a venda de artefatos que diziam ter valor religioso cristão. Como exemplo: pedaços da cruz de cristo, pedaços do manto que cobriu Jesus, fios de cabelo de Jesus Cristo, pedaços da bengala utilizada por Jesus para caminhar e objetos do tipo.

    Hoje sabe-se que foram vendidos tantos pedaços da cruz de cristo para fazer outras centenas delas.

    Surge em meio a este contexto: Martinho Lutero. Monge Católico constituído pelo Papa Leão X. na época, Lutero em meio a toda esta corrupção, decide explanar ao povo tudo o que estava acontecendo. Ele começou a publicar a situação deplorável das ações da Igreja Católica da época, escreveu um livro: as 95 teses. O Papa da Época condenou Lutero que foi acolhido pelo Príncipe da Alemanha. Não foi morto apenas por isso.

    Lutero então deu origem a um novo modelo de Igreja, conhecido como Protestante. A Bíblia foi traduzida para praticamente todas as línguas e dialetos da época, dificultando então a manipulação dos seus textos. Hoje a igreja Protestante, é conhecida como Igreja Evangélica.

    Ahh…Mais um detalhe. Davi teve parte sim na vitória contra Golias. Davi acreditou e teve fé que venceria mediante a ajuda de Deus. Deus tentou levantar muitos homens, a grande maioria deles não acreditou e nem mesmo foram ao campo de batalha (eu não digo isso só quanto a história de Davi).

    Ocorre que Davi, que não era guerreiro, não era treinado para tal, tinha uma estatura miserável e tão franzino de dar dó, teve o livre arbítrio de acreditar na promessa de Deus, teve fé; alimentou essa fé, treinou e foi pra cima do Gigante Golias. A Davi coube o livre arbítrio e a fé em Deus. Ele poderia ter simplesmente se negado, como outros fizeram. Outros guerreiros preparados, fortes e bárbaros não acreditaram e simplesmente viraram as costas.

    • Você escreve bem, mas devido ao sua baixa capacidade de interpretação eu começo a crer que o seu comentário foi copiado e colado. Se você quer demonstrar ser inteligente tome cuidado com o que fala, escreve.
      Primeiramente, o que eu escrevi não demanda fazer uma narração da origem das religiões cristãs, pois eu não estou falando de origem das religiões. Qualquer estudante do ensino médio conhece a origem do cristianismo, reforma protestante e o fim da idade média. Meu jovem se você ler com cuidado irá perceber que eu falo do tempo presente, fato comprovado pela presença da palavra “ATUALMENTE”, no texto.
      O fato que eu trato diz respeito a grande diversidade de igreja que encontramos atualmente, bem como é colocado no texto: “é uma igreja diferente em cada esquina e cada uma se diz de princípios diferentes das outras, mas todas falam do mesmo Deus”. Menos afobação da próxima vez para não falar baboseiras precipitadamente.
      Outra coisa: A história é da religião cristã. Você que entende tanto do tema deve saber que praticamente não existe a ideia de sujeito no período medieval, não é? Pois bem, partindo deste princípio, todo o crédito da ação é dado a Deus, ou seja, o que Davi fez, na verdade só foi feito devido ao poder de Deus. Davi é só um instrumento. (Vide a Filosofia de Santo Agostinho)
      E… cara… De onde tu tirou essa história de indulgências? O que tem a ver? Mais um fato que me leva a crer que você copiou e colou esse comentário.

  3. Jesus disse : ninguém vem ao Pai, senão por mim. aquele que serve a Jesus (e não a igreja) vai para o céus. Querem saber qual igreja é realmente séria vê se falam da salvação, pois quem falam muito de milagres e pouco da salvação é um dos falsos profetas.

  4. Totalmente errado.. a história nao quer dizer nada disso… leia atentamente… ah todo um enrredo por tras da histórias.. o que o davi ganharia se enfrentasse o gigante. O que ele arriscaria alem da vida dele? Ele realmente estava preparado para enfrentar o gigante? Quais armas possuia para isso?? Devemos ter isso em nossa vida questionarmos nos mesmos qnd enfrentarmos algum gigante em nossa vida.

    • Mais um que não entendeu a ideia do post. Por favor gente, críticas são necessárias, mas vamos interpretar o texto direito… pelo menos isso. Não adianta se conter a um trecho do texto e fazer uma crítica sem entender o todo.

  5. Prezado, achei muito interessante o seu texto e pude perceber que em nenhum momento vc coloca a fé dos outros em cheque. Não sou nenhuma pessoa estudada no assunto, eu apenas creio na palavra e costumo ler frequentemente, como vc mesmo disse, é uma questão de fé! Mas o que vc escreveu me fez refletir e ver mais do que eu já havia observado nesta passagem. Mas pra não dizerem que não fiz nenhuma critica, vai lá: Deus esta sim no controle de tudo, Ele tudo sabe e tudo vê, mas nos deu o livre arbítrio para decidirmos como agir ao que se propõe em nosso coração.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s