ELEMENTOS BÁSICOS PARA UMA AULA MAIS ATRATIVA

Defesa do ensino atrativo

 

Qual o aluno que nunca reclamou de algum professor na vida? Qual aluno nunca se queixou de alguma aula que era chata, que demorava uma eternidade para passar, que dava sono, que ele literalmente não suportava? Isto é bem comum, podemos dizer que, no mundo inteiro. Existem aulas que parecem mesmo que nunca acabam e que têm como objetivo nos dar sono, que parecem mais um modo de pagarmos por algo de errado que fizemos na vida. Pois bem, vejo que estas aulas que odiamos como um todo têm duas coisas em comum: falta de significância e/ou professores sem habilidade de conduzir uma boa aula.

A habilidade de conduzir uma boa aula.

Existem professores que são como lesmas ao sol, parecem que ficam mais lentas e observá-las se locomovendo é um dos piores programas entre os piores programas que uma pessoa pode querer para si, além de ser algo enfadonho, desgastante em detrimento do sol sob o corpo do indivíduo. Pois bem, certos professores em sala de aula causam este sentimento de estar observando lesmas ao sol em seus alunos. Isto acontece em detrimento de suas aulas não serem conduzidas de uma maneira atrativa, falta energia, falta algo que envolva os alunos, que chame a atenção dos alunos para o que está sendo exposto.

É importante os professores estarem atentos para o fato de que atualmente o mundo é altamente dinâmico, isto implica que a geração atual de alunos é uma geração altamente dinâmica. Então, é inviável desenvolver uma aula estática para pessoas deste tipo. Imagine um piloto de carro de fórmula 1, uma pessoa que gosta de alta velocidade e de adrenalina ter que dirigir a 20 km/h em um congestionamento quilométrico, o tédio para esta pessoa é descomunal, algo incomensurável. É idêntico ao sentimento desta pessoa que um aluno se sente em uma aula que não é atrativa, em uma aula que não é adequada ao seu perfil dinâmico.

A dificuldade que os professores têm em tornar as suas aulas atrativas é devida a vários fatores, como a precarização do ensino, falta de recursos, da própria motivação do professor para o trabalho, etc. Tudo bem, sabemos que há dificuldades reais, mas qualquer professor pode transcender estas dificuldades se realmente quiser, fazendo coisas que não são nem perto de complexas. Existem inúmeros meios de tornar uma aula, de qualquer disciplina, atrativa, basta que se atente para estes meios. Como exemplos de meios para tornar uma aula atrativa, podemos destacar:

1-      Olhar para o aluno é o primeiro passo, mas não é olhar para admirá-lo e sim para observar o que o próprio aluno acha atrativo, para conseguir obter informações a respeito do gosto dos alunos. Mas não basta saber o que o aluno gosta, é preciso que o professor se utilize disto para chamar a atenção do aluno para a aula, ou seja, o professor deve simplesmente encontrar meios de usar isto em suas aulas. Este não é somente um meio de chamar a atenção do aluno, mas também de interagir com ele e mostrar que o professor não é um alienígena rústico que só quer ferrar com a vida dos alunos nos dias de avaliação.

2-      Usar outros recursos além dos didáticos é outra forma de tornar as aulas mais atrativas. Este ponto está relacionado e intrinsecamente ligado ao primeiro supracitado. Ao saber dos gostos do aluno o professor tem de se debruçar à tarefa de pesquisar recursos que trabalhem os gostos dos alunos. Para qualquer gosto haverá com certeza algum vídeo, poema, notícia, entrevista, imagem, música, enfim, algo que não seja o básico do dia a dia em sala de aula e que, principalmente, envolva o gosto do aluno. O fato de o conteúdo estar sendo trabalhado com algo que o aluno já gosta a priori é um grande passo para que ele seja envolvido pela aula.

3-      Atualizar-se a respeito das novas tecnologias e utilizá-las nas aulas é também um meio de tornar as aulas mais atrativas. Em algumas escolas é possível que se utilize aparelhos que chamam a atenção dos alunos, como Datashow, TV, aparelho de som, retroprojetor, etc.. Em uma escola isto se torna atrativo por ser algo que se desconecte de uma prática tradicional de ensino, a qual é baseada no ensino via oral, quadro branco/negro, giz, livro e caderno. Alguém tem dúvida de que uma geração que utiliza computador, notebook, i-pad, i-phone, tablets e internet, alunos que tem informação rápida na palma das mãos, que lidam o tempo todo com o mundo digital irão se sentir atraídos por algo tão “século passado”? Obviamente que não. Então, sempre que possível é importante que os professores utilizem as novas tecnologias em suas aulas.

4-      Estabelecer uma relação mais próxima com os alunos é outra forma de trazê-los para a aula. De certo, não parece possível que um professor possa utilizar tudo o que foi supracitado mantendo uma relação de distancia com relação aos alunos. A condição de possibilidade mais importante para que a aula seja atrativa é que ela seja conduzida por alguém atrativo, ser turrão, fechado, com cara de poucos amigos afasta os alunos.

Estes são alguns exemplos simples de como tornar uma aula atrativa, os quais são frequentemente disseminados como ideais pelos atuais formadores de docentes baseados em diversos teóricos da área pedagógica, que tratam da formação de professores. Relacionado ao ensino de Filosofia, por exemplo, Silvio Gallo trata destas questões neste mesmo sentido, ou seja, segue também o paradigma de que as aulas têm de ser também de caráter atrativo.

Além das dificuldades encontradas no dia a dia, bem como algumas que foram citadas anteriormente, há um problema que é um dos mais comuns entre os professores que conhecem estes e outros meios de tornar as aulas atrativas que é o medo de aplicar estes meios em sala de aula. Isto mesmo! Muitos professores têm medo de tornar suas aulas diferentes no sentido de serem mais atrativas com receio de que eles acabem perdendo o controle da aula, com receio de que a aula seja tão boa que o comportamento dos alunos fuja do seu controle. De certo, este é um risco a se correr, mas de certo é preferível correr este risco (e que fique claro que é uma possibilidade e não uma certeza) do que produzir uma aula entediante e ser considerado algo como uma “lesma ao sol”.

Por fim, é importante deixar claro que o básico do dia a dia não pode ser dispensado, até por que não é pretendido que com estes recursos para tornar as aulas mais atrativas transforme as aulas em uma festa. É importante se manter focado no objetivo principal que é o aprendizado dos alunos, então o livro, o caderno, o quadro devem permanecer na rotina em sala de aula, pois eles também são meios eficazes de proporcionar aprendizado aos alunos. Então o que deve haver é uma variação entre os meios de proporcionar aprendizado aos alunos, uma mescla do básico ao atual, do tradicional às novas tecnologias.

___________________________

~X~

(Andinho Yankee)

12 respostas em “ELEMENTOS BÁSICOS PARA UMA AULA MAIS ATRATIVA

  1. É…quem escreve textos como este não deve ter experiência com sala de aula. Alunos dinâmicos? Tudo bem que hoje tudo é dinâmico, mas além desse ” dinamismo ” é preciso interesse em aprender também. Incrível como jogam o peso todo para o professor. Texto de pedagogo de gabinete.

    • Eus ou pedagogo de gabinete ou você é um professor de baixa estima, acomodado e sem criatividade, sem capacidade para controlar uma sala de aula… tradicional? Dou aula de Filosofia há cinco anos para o ensino fundamental e médio e minhas aulas são dinâmicas. De certo, encontro dificuldades, mas tenho em vista que as diretrizes que coloquei no texto podem tornar a aula interessante, atrativa para os alunos. E tornam! Repense sua prática professor, ouse mais, tente coisas novas… Vai que dá certo!

      • Desculpem-me a intromissão, mas acho que os dois não deveriam falar assim um com o outro, ambos estão certos e errados cada um tem seu ponto de vista, só acredito que o segundo não conhece ou se conhece a escola pública não está mais nela. O fato prof é que na rede pública não temos esses recursos, vontade temos de melhorar nosso trabalho na sala de aula, mas não estamos em uma escola de classe média alta, nem de filhos de políticos, a nossa realidade é outra. Eu o encontrei em uma longa pesquisa para mudar a dinâmica das minhas aulas.

      • Bom, a “intromissão” em um bom sentido é bem vinda. Mas a questão é, vcs estão exagerando e sendo negativistas demais. De certo há uma vasta literatura sobre está temática que lemos e temos a impressão de que só há utopias naquilo. No entanto, repito que o que escrevi não é “produção de gabinete”. Sinto que vocês estão subestimando a minha inteligência.
        – Sou professor de Filosofia. Trabalho em dois colégios particulares e um estadual atualmente. Este texto é do ano passado, período em que eu só dava aula no estado. Ficou claro agora? A escola estadual que dou aula não é nenhum modelo, fica no estado de Alagoas, na capital Maceió, uma das cidades mais violentas do Brasil, com um dos governos mais corruptos e omissos do país. A escola fica na periferia, em um bairro onde o tráfico, roubo e outros problemas sociais são comuns. Nesse contexto eu tenho um pensamento positivo ainda com relação ao meu trabalho, procuro fazer das minhas aulas as melhores possíveis, dentro das condições que tenho.
        É nesse contexto que eu aplico as ideias que coloquei no artigo. Parem de achar que eu fiz isso isolado da realidade, sem vivenciar as possibilidades, os estresses, os limites do trabalho do professor. E vamos parar também de arrumar desculpas pra não fazer o trabalho com qualidade.
        Abraço.

  2. Olá prof, sou professora de filosofia a 1 ano, e estou tendo bastante dificuldade de criar aulas atrativas, queria muito pedir sua ajuda, poderíamos nos comunicar por email??

  3. Olá professor, quero primeiramente parabenizá-lo por sua iniciativa de passar seus conhecimentos adiante e fazer o possível para melhorar o ensino. Sou estagiária de língua portuguesa e estou cumprindo a regência em turmas de terceiro ano do Ensino Médio. Preciso aprender lecionar de forma mais dinâmica e atrativa! Peço sua ajuda.

  4. Parabéns, gostei do post, sou novo como educador , quero e sei que posso fazer diferença, vou iniciar aulas de filosofia no 4° bimestre, atualmente leciono espanhol, e consigo administrar boas aulas com o ensino médio, sei, porém, que sempre haverá uma classe ou outra que será um desafio…….
    gostaria se possível que me ajudasse nesse meu início de filosofia com o ensino fundamental…
    Se puder me dar algumas dicas ou idéias de textos e aulas ficarei grato. Obrigado!

  5. Olá,
    Sou professora de inglês e agora estou lecionando em um curso técnico cuja carga horária é de 3h30m por dia, de segunda à quinta-feira. Grande maioria dos alunos trabalha e é uma tarefa dificílima cativar a atenção deles. Por mais que eu coloque dinâmicas, jogos, músicas, rodas de debates, sempre tem um momento em que precisamos seguir o livro. Sempre temos aqueles momentos mais enfadonhos e o pior é que muitos só enxergam isso. Estou numa situação delicada, mas tenho procurado técnicas e estudado bastante pra melhorarmos isso. Uma coisa é uma aula de 50 minutos ou 1 hora. A carga horária deles acaba sendo desestimulante, na minha opinião.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s