SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS DE N6A2011/12 – A POSTURA CORRETA PARA SE VIVENCIAR UMA RELAÇÃO CONJUGAL

A postura correta para viver uma relação conjugal.

Já vimos que nem a postura positivista e nem a negativista são viáveis para se viver uma relação conjugal bem como ela deve ser vivida, pois contradizem o princípio geral da relação. Então, qual a postura correta para tal empreitada?

A palavra que resume bem a postura que se deve viver uma relação conjugal é EQUILÍBRIO. O que proponho como postura para se viver em um relacionamento conjugal, e que soa até como clichê, é uma síntese provinda das duas posturas extremistas, o que culminará em uma postura equilibrada que aproveita somente o que há de positivo nas duas posturas e rejeita o que há de negativo em ambas.

Esta postura sintética é composta pelo o que há de positivo na postura positivista…

O fato de “levar o indivíduo a ter olhos somente para as vivências positivas. Isto é fundamental para a relação como um todo, pois a valorização destas coisas boas incita a que se façam mais coisas boas dentro da relação, ou seja, valorizar as coisas boas atrai mais coisas boas”.

 

…E também pelo o que há de positivo na postura positivista…

O fato de “buscar solucionar problemas dentro da relação”.

Assim, mesclando as duas posturas em uma, considerando somente o que há de positivo e rejeitando o que há de negativo na postura positivista…

O fato de “que esta visão extremista voltada para as coisas boas leva o indivíduo a ser ingênuo e irrealista. Ou seja, esta postura positivista é uma visão fantasiosa da realidade”.

… E rejeitando também o que há de negativo na postura negativista…

  • “O fato de levar o indivíduo estar procurando constantemente problemas, torna-se um vício; o indivíduo se torna um viciado nos problemas, nos conflitos, nas brigas e isso de maneira nenhuma consegue ser de todo positivo para a relação conjugal”.

… Busca-se uma postura equilibrada perante o relacionamento conjugal como um todo.

 É importante que se atente para os problemas, mas a nossa atenção não pode ser exclusivamente focada nos problemas. Não se pode deixar que os problemas sejam tão comuns que precisemos deles para ficar feliz. Mas eles irão aparecer, de certo, e quando eles aparecerem é importante solucioná-los visando ficar bem, colocar a relação numa situação estável e de bem-estar. Logo após, é importante que se curta a estabilidade e o bem-estar que virão após o problema, é importante que se valorize ao máximo cada momento bom dentro da relação. É importante também que mesmo nos momentos de problemas se pense nas coisas boas que a relação proporciona, pois isto motiva o indivíduo a querer resolver de fato o problema, a querer voltar aos momentos bons que se teve.

É importante que se atente para as coisas boas da relação, mas não se pode ser ingênuo a ponto de achar que tudo é as mil maravilhas, pois não é. Acreditar que na vida, na relação tudo é belo é uma patologia, quase que uma psicose. Um indivíduo que age desta maneira é considerado um “idiota”, pois sua visão fantasiosa da realidade abre espaço para que outras pessoas se aproveitem dela. Deve-se sim focar a atenção nas coisas boas da relação – entre focar nas coisas ruins e focar nas coisas boas a segunda opção é exponencialmente mais benéfica para a relação conjugal – no entanto, deve-se também abrir os olhos para as coisas negativas, como os problemas. Isto é até uma forma de não atrair mais coisas ruins, assim como uma forma de evitar os problemas através da consciência e, acima de tudo, evitar ser abusado, pois não é só o bem de um dos indivíduos que se conta dentro da relação, mas o bem dos dois.

“Costumo dizer que toda postura, comportamento ou atitude extremista não é de toda saudável, sempre há um problema nela. E que as atitudes equilibradas, sintéticas são as mais viáveis para a vida como um todo, elas demonstram racionalidade, inteligência”.

______________________________

~X~

(Andinho Yankee)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s