Uma estrela e vários sentimentos.

… 

Surpresa!

Como eu também sou uma espécie de proprietária do Filoca, tenho a senha e, inclusive os números, estatísticas e outras propriedades. Hoje percebi que só faltava mais um post para você alcançar mais um objetivo proposto pelo wordpress e, assim, ganhar mais uma estrela. Então, encarregar-me-ei de lhe dar esta estrela com este post que trata justamente de uma estrela maior e mais brilhante que esta que você está ganhando. Eu estou falando de você mesmo, a minha estrela preferida.

Espero que você releve o fato de eu não ser extremamente sentimentalista e aberta, você me conhece. Mas o engraçado é que hoje eu não estou num dia  que a minha cabeça se classifique como dentro da normalidade. E que fique claro que isso se deve ao fato de que você acaba com a minha paz me deixando preocupada. Então esse texto pode surpreender no sentido de que eu posso extravasar os limites da minha, como você diz: “Secura emocional”.

Eu me sinto uma das pessoas que podem falar de você com mais propriedade nesse mundo. Não somente pelo fato de nós termos namorado, ou termos uma amizade invejável de longa data, mas sim por que durante todo esse tempo que passei com você eu não apenas convivi, mas sim vivi você, admirei-te pelas suas qualidades infinitas e principalmente por essa sua cabeça/inteligência que encanta quem vive do seu lado.

Há coisas que eu nunca te disse com medo de que você perdesse a confiança em mim, mas acho que acabei tirando a sua confiança em você. Eu me lembro de quando eu tava na faculdade e nós éramos apaixonados por estudar, passávamos dias inteiros brincando de estudar, pois estudar com você é melhor que qualquer programa divertido que se possa imaginar. Nesse período, você com aquela alegria arrogante, chamava-me de burra por eu não entender coisas simples que tiravam a minha paz, e você vinha me explicar, mas eu inventava alguma coisa, até uma briga para você parar, e você continuava. Bom, eu finjia que não escutava, mas eu escutava e aquilo facilitava a minha compreensão. Às vezes eu até dizia que você estava errado. Eu me sentia péssima. Outras vezes você me aparecia com um problema, aí falava, falava sobre o tal e você mesmo já mostrava a solução, o certo a se fazer. Mas sempre depositou a sua confiança em mim pra dizer o que era viável pra você fazer. Bom, eu lhe dizia o que poderia ser feito com base no que você pensou como solução, apenas mudando as palavras e conservando o sentido. Você sempre soube o que fazer, só lhe faltava confiança pra confiar nos seus instintos. Acredito que daí também venha a sua dificuldade pra lidar com certas coisas.

Eu me sinto como se ajudasse a perpetuar essa sua falta de confiança em você mesmo. Por outro lado, eu me sentia super orgulhosa de você confiar em mim. De certo, foi egoísta, mas funcionava para nós dois. Hoje eu sinto que você tem que saber disso, pois além de você estar precisando, eu não posso guardar isso pra mim pra sempre, não condiz mais com a nossa relação de amizade, irmandade ou qualquer outra coisa para além disso.

Eu quero te ver nas demais áreas da vida com a mesma confiança de quando você defende algo que você tem certeza, ou quando você faz seus trabalhos de ultima hora, despreocupado e crendo que tudo vai dar certo. Ou melhor, a mesma confiança que você tem quando conversa comigo e enche a conversa de teses e curiosidades, o que me deixa de boca aberta e com os olhos brilhando. Nesses momentos me vem à cabeça que todas as pessoas poderiam ter uma cabeça parecida com a sua, pois assim os dias seriam muito mais agradáveis. É sério, você é como um livro de curiosidades, uma enciclopédia divertida.

Algumas noites eu fico desejando ser aluna sua. É exatamente por isso que eu te incentivo tanto a estudar mais e mais, pois quem sabe assim você não estará daqui a alguns anos ministrando um curso de especialização, pós-graduação. Eu vou ser a primeira a me inscrever. Entendeu agora a importância de você ter que dar uma palestra um dia, é que você vai realizar um sonho meu. Já lembrando, não esqueça de me avisar quando você vai apresentar seu artigo, pois eu vou estar lá na primeira fila.

Creio que é só uma questão de tempo pra nós todos vermos você brilhando, fazendo tudo que gosta. Ás vezes brinco com Thalya, Renata sobre você. Chamamos você de Sheldon Cooper. O garoto que começou suas notáveis realizações ainda na adolescência e, no auge da vida – 29 anos – já é uma mente notável. O mais engraçado é quando dizemos que você vai ficar conhecido pelo único filósofo a se casar, logicamente, com um casamento normal, não vamos pensar em Sartre e nem Sócrates.

Ademais, não é somente pela sua inteligência que te admiro. Acho que isso é até o de menos. Eu classificaria você como “intrigante”, pois você não é comum, não tem o que esperamos de uma pessoa simples que encontramos em qualquer rua, esquina, enfim. Você tem essa capacidade de fazer as pessoas terem a sensação de te conhecer a anos, te conhecendo há poucas horas. Conquista fácil as pessoas, o que me causava sérios ciúmes, mas esse não é o ponto central. Algumas pessoas já se perguntaram a respeito deste fato, inclusive eu. No fim, a conclusão é óbvia, isso acontece por que você é verdadeiro e bom, quer dizer, bom é pouco, você chega a ser besta de tão bom. Eu só vejo beleza em você, algumas pessoas tendem a querer se aproveitar de você por tudo isso, mas eu só peço que siga acreditando que você está no caminho certo. Pois, gente ruim há em todo canto, mas sendo assim você só vai atrair para estar do seu lado pessoas semelhantes a você, as ruins vão passar, mas as boas ficarão, pois os bons sabem se reconhecer e tendem a ficarem juntos.

Nossa, eu acho que eu já idealizei em você como algo supra-humano, eu só vejo qualidades em você: Inteligente, coerente, amável, verdadeiro, bom, e, por fim, mas não menos importante… Lindo. Verdade seja dita. Eu exagerei no supra-humano, mas vamos ser razoáveis, meu irmão é um dos projetos mais bem sucedidos de Deus.

Sinto um orgulho imenso de tudo que já vivi com você. Meu único pedido agora é que se lembre de mim na sua Biografia, pelo menos em uma notinha de rodapé. Amo-te, minha estrela.

 

~X~

(Samara Nobre)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s