Viver e crescer

.

.

.

Não desanima se teu amor não é recíproco, continua estável e fazendo a tua parte, não te angustia, simplesmente segue.

                Não espera a ligação del@, liga!

                Não aguarde o emocionante torpedo, manda um logo!

                Elogia, mesmo sem ser elogiado.

                Dê carinho, mesmo se só recebes “pancadas”.

                Sorria para alegrar el@ que te faz ficar triste.

                Não fique ansioso pela tão doce e emocionante universal demonstração do belo sentimento que une duas pessoas em uma relação conjugal, olha bem no olho del@ e diz logo: “Amo você”.

                […] Ou seja, tome a iniciativa…

 

                Parece loucura e falta de amor próprio, mas ao fazer tudo isso que se resume em “tomar a iniciativa independentemente das ações do outro”, estar-se-á exercitando ações que habitua o individuo a ser melhor para os outros e, conseqüentemente, para si mesmo.

[…] Por outro lado, quem te faz mal, de certo modo, exercita ações que perpetuarão a sua “negatividade” o fazendo ser de tal modo permanentemente.

[…] É sabido que o fim dos que cultivam este comportamento negativo é a solidão, pois é visível que este comportamento afaste as pessoas que convivam ao seu redor, isto por que é um movimento natural o recuo de alguém ao ser maltratado. Em contraposição a isto, teoricamente, o fim de quem pratica o comportamento positivo não poderia ser o da solidão, pois tratar bem alguém não tem como implicação afastá-la. Ora, também é natural que as pessoas tendem a se aproximar daqueles que costumam bem tratar os que estão ao seu redor.

                

                […] Se for o caso de seu cônjuge te tratar mal, é simples que se tem a fazer, são duas as vias a serem seguidas, vejamos:

  1.      O mais certo a se fazer é abrir os olhos e fazer o mais sensato, finalizar o relacionamento e entender que não vale a pena estar com uma pessoa que te maltrate. A partir daí conhecer novas pessoas. De certo, uma hora alguém com melhores atitudes e comportamento aparecerá, alguém mais adequado.
  2.      Insistir em viver com tal pessoa e arriscar continuar sofrendo e deixar de crescer como pessoa. Estacionar em um mau relacionamento que possivelmente pode ser ruim em quanto existir.

               

Viver novas possibilidades, novas experiências é uma forma de crescer como pessoa. Isso nos dá instrumentos para interagir com o que nos espera mais na frente, por outro lado, concentrar-se em experiências que julgamos “as melhores possíveis”, mesmo sendo péssimas é simplesmente a forma menos inteligente de nos tornarmos limitados. Essa limitação nos faz desconhecer o que é bom de verdade; Nunca conheceremos o que é bom, pois só provamos do “ruim”. Então não deixemos de viver, de crescer.

 

~X~

(Andinho Yankee)

Anúncios

2 respostas em “Viver e crescer

  1. Esse conjunto de alterações nos últimos anos refletiu diretamente na composição da sociedade brasileira. Cerca de 30 milhões de pessoas foram incorporadas à classe média. “A formalização no mercado de trabalho é um dos principais fatores, se não o principal, de formação da atual classe média brasileira”, diz Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos da FGV. “O grande desafio é aumentar a produtividade do nosso trabalhador, qualificando a mão de obra disponível.

  2. –> Outra arma poderossíma na hora da conquista é o bom humor, essencial para todos os níveis de relacionamento, afinal, quem se interessaria por alguém de cara fechada e mal humorado? Lembre-se cara feia afasta as pessoas, saber rir nos momentos certos e também dos seus erros transforma situações que a princípio poderiam ser bem constrangedoras em grandes oportunidades de aproximação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s