Considerações finais do artigo de fim de estágio.

Qual universitário nunca sofreu com a ABNT?

INTRODUÇÃO

O presente texto gira em torno da experiência vivida por três estagiários em meio a uma parceria que tinha a pretensão de ajudar um grupo de alunos de uma escola agrotécnica do estado de Alagoas que vinham passando por dificuldades para obter um bom rendimento na disciplina de Filosofia do seu currículo estudantil. As questões referentes às dificuldades para ajudar estes alunos a terem um bom rendimento, bem como os pontos positivos da experiência, os momentos recompensantes e os frustrantes desta experiência particular e que reflete as experiências vividas na realidade da vida docente no geral são tratados aqui de maneira espontânea.

Ademais, a metodologia usada para se chegar ao fim ultimo deste projeto inovador, que ao mesmo tempo se mostrou como um meio de levar para fora da Universidade o aprendizado que foi adquirido ao longo do tempo de graduação pelos estagiários envolvidos no projeto também é uma das questões principais aqui ratadas. Tudo produzido com base no que foi vivido de fato no desenrolar deste processo que culminou em algo similar a um projeto de extensão.

– Até aqui tudo bem, o artigo foi desenvolvido seguindo o que estava previsto na introdução, como manda o script. No entanto, nas considerações finais eu resolvi deixar aquele gostinho amargo de “Aí tem coisa”. Só pra mostrar que tudo não é prefeito, pra deixar aquele ar intrigante escrevi:

_________________________________________________________________________

5.  Considerações finais

 

Há de se considerar que em um projeto deste tipo é imprescindível a comunicação entre todos os envolvidos para que assim tudo se desenvolva com harmonia, sem que acontecimentos fiquem restritos a alguns membros. Se isso acontece gera o desencontro de informações o que pode atrapalhar o processo como um todo.

Ademais a união e o entendimento de que tudo é feito em prol do crescimento de todos os envolvidos evita que aconteça desentendimentos entre os membros da equipe, principalmente entre os estagiários. Pois, a oportunidade de crescimento profissional e o conseqüente prestígio entre a comunidade acadêmica que tal experiência pode proporcionar pode ser motivo para que alguns troquem os pés pelas mãos e andem na contramão querendo estar em evidência a todo o momento sobre os outros membros da equipe sendo inclusive capaz de tentar prejudicar os colegas se utilizando de meios NÃO ÉTICOS, o que neste caso é uma contradição ao próprio projeto que tinha como pano de fundo a temática da ética.

________________________________________________________________________

Reflitam!

________________________________________________________________________

 

~X~

(Andinho Yankee)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s