Entrevista com Anderson Yankee

O presente texto trata-se da entrevista comigo feita por um colega de Universidade com o objetivo de abstrair algumas reflexões com relação a uma determinada disciplina pedagógica do seu curso de licenciatura.

_________________________________________________________________________

I – Dados gerais do professor, sua formação e experiência profissional:  

Nome: Anderson Rafael Yankee dos Santos

Telefone para Contato: 8880 **** / 8857 ****

Formação (graduação e pós-graduação): Graduando em Filosofia

Tempo de Profissão: 2 anos

  1. Como professor (em geral):

No momento atuo em 2 escolas  de ensino fundamental como professor de Filosofia, as duas são particulares, sendo que uma destas é de propriedade da minha própria família. Também participo de um projeto de extensão da UFAL com parceria com o IFAL/Satuba que consiste em dar aulas de monitoria para alunos da primeira série do ensino médio.

b.      Como professor de Filosofia (no particular)Atuação: 2 anos

a.       Escola particular (tempo de serviço): 2 anos

b.      Escola pública (tempo de serviço): Não leciono em escola pública

Quantas turmas e turnos lecionam? 

Livro didático adotado ou utilizado como referencial teórico para as suas aulas (e se os alunos possuem livros)?

 

A adoção da disciplina de Filosofia nestas escolas surgiu primeiramente de uma experiência bem sucedida em uma das escolas e posteriormente a ideia foi implantada na outra. Havia a disciplina de Literatura, mas que servia somente como “algo inútil”, pois nenhum professor queria assumir a mesma, então o professor responsável somente enrolava. Então a diretora me propôs dar aulas de filosofia no lugar desta disciplina inútil. Eu aceitei a proposta e implantamos a Filosofia, voltada para questões de cidadania.

Os alunos não possuem livro didático. Apesar de haver uma procura da diretora para adoção de um livro didático, todos os verificados se mostraram muito complexos para os alunos.

O referencial teórico é tirado, quando viável, de livros didáticos conhecidos como o Convite á Filosofia, Filosofando, entre outros. Algumas poucas vezes já foram usados textos dos próprios livros de Filósofos. É importante saber que todo o conteúdo é adaptado às possibilidades de aprendizado dos alunos.

 

II – Conteúdos (planos de curso: em que se baseia?)

Em que se baseia suas aulas?

 Qual o plano de curso usado em suas aulas?

É um plano padrão ou você trabalha com planos diferentes para cada turma?

 

As aulas são baseadas em questões atuais e da própria vivencia dos alunos. Temas como a tolerância, direitos e deveres, moral, comunidade, respeito são tratados. Não há um programa predefinido, pois, como foi dito anteriormente as aulas também se baseiam na própria vivencia dos alunos, então o programa é flexível no sentido de que pode abranger outras questões relacionadas a problemas do dia a dia, os quais são tratados de maneira filosófica.

Deste modo, não há um plano padrão para cada turma. Além do plano variar de acordo com as turmas no que diz respeito as questões do dia a dia, ele varia de acordo com o nível da turma de forma gradual, com isso, os conteúdos so quarto ano são bem mais simples do que os conteúdos estudados no sétimo ano.

III – Metodologia e recursos que utiliza:

Qual a metodologia usada para as aulas?

 

A metodologia adotada vem com o intuito de oferecer o máximo de recursos possíveis para a reflexão do conteúdo, assim como facilitar o aprendizado dos alunos. É utilizado o quadro negro para a exposição de conceitos mais gerais, acompanhada da exposição oral destes conceitos. Há utilização de Xerox de textos didáticos ou filosóficos. Há também utilização de recursos não filosóficos como vídeos, imagens, textos reflexivos, músicas, etc. (a depender da aula). Ao longo de toda a aula é aberto o espaço para exposição de reflexões dos próprios alunos, assim como o debate.

Quais os recursos disponíveis para o desenvolvimento destas?

 Em ambas as escolas particulares há TV, DVD, Xerox.

IV- Forma de Avaliação:

De que forma você avalia seus alunos? É comum passar exercícios extra-classe?

 

A avaliação é contínua, baseada tanto na participação oral (em debates, reflexões, questionamentos) quanto na produção material (execução de exercícios, trabalhos). Também é exigido pela direção um documento comprobatório de nota, este caso a prova bimestral, que no critério de avaliação é um instrumento secundário.

É comum ao longo de todo o bimestre os alunos fazerem trabalhos relacionados ao conteúdo trabalhado, assim como dinâmicas. O exercícios são tanto de caráter objetivo quanto subjetivo. É comum também, em quase todas as aulas eles fazerem reações sobre alguma temática que esteja dentro do assunto, isso exercita a escrita e a reflexão.

V – Relação professor – aluno (dificuldades e desafios).

De que forma você tenta chamar a atenção dos alunos para suas aulas?

 

Tornando-a interessante, descontraída e não abstrata ou formal demais. Eu parto do pressuposto de que a Filosofia não precisa ter essa roupagem de bicho de sete cabeças, super formalista, séria acima de tudo que certos professores a dão. Creio que isso, principalmente no âmbito dos jovens só vai servir pra afastar os alunos das aulas e de maneira algum, salvo as exceções, vai prender a atenção dos alunos.

Creio que a Filosofia tem muito a oferecer para prender a atenção dos alunos, é só saber como usar. O mesmo conteúdo pode ser tanto chato como super interessante, depende de como o professor irá tratá-lo.

VI – Questões pessoais:

Você pensa em desistir?

 

De maneira nenhuma, é na sala de aula, dando boas aulas que eu me sinto realizado, útil. Não tem coisa melhor que ouvir de um aluno que a sua aula foi ótima, que ele conseguiu aprender, que queria que todos os professores agissem assim, enfim, isso renova as energias e estimula a Amim pra poder continuar dando aulas cada vez melhores,  o melhor de tudo, cumprindo meu papel como professor e educador.

Para que serve a Filosofia, em sua opinião? E essa serventia dela é atendida na sala de aula junto ao quotidiano dos alunos?

 

Ora, a filosofia tem total serventia no cotidiano de qualquer pessoa. Tanto que, como eu já disse, algumas das temáticas desenvolvidas foram especialmente trabalhadas com o intuito de sanar problemas de convivência dos alunos entre si na sala de aula, assim como questões pesoais dos alunos que a meu ver mereciam ser refletidas mais a fundo. Então, a filosofia pode ser tratada deste modo, na formação pessoal dos indivíduos, assim como também para estruturar o pensamento, ampliar o vocabulário dos alunos, intigá-los a pequisar, querer saber das coisas que os rodeiam, e o principal, serem críticos.

~X~

Foto tirada no primeiro Workshop sobre Ética Profissional do Senac Alagoas, idealizado, a priori, por mim e executado pela turma do Op. de Supermercado de 2009.

(Andinho Yankee)

3 respostas em “Entrevista com Anderson Yankee

  1. Quem dera se todo professor partisse desse principio. De certo, no inicio de carreira alguns tentam, mas depois desanimam. mas é fundamental essa sua vontade de continuar fazendo seu trabalho com qualidade e insistindo apesar das adversidades. A educação brasileira seria melhor com Yankees nas salas de aula. Continua assim maninho, isso é mister pro seu crescimento e crescimento dos seus alunos.

  2. Meus Parabéns Anderson Yankee, realmente a sua base, seus principios para lecionar são inspiradores. Talvez o que falte na educação brasileira, para além dos problemas estruturais que levam a precarização do ensino, seja profesores que se comprometam com o seu trabalho. Importante não é ensinar, mas sim educar!
    Abraços.

  3. Parabéns Aderson Yankee continue com essa força de vontade pela a sua profissão e que não desanime perante os obstáculos,pois é de profissional como você que a educação do nosso país precisa e que sirva de espelho para outros profissionais do saber,para que assim se renove o nosso Brasil,mais para isso é necessário gostar do que faz!
    Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s