Campanha eleitoral

Entende-se por campanha eleitoral a compreensão dos atos que um político realiza utilizando-se de meios de comunicação diversos para expor as suas idéias e propostas com a intenção de conquistar eleitores e, conseqüentemente, angariar votos para se eleger em um cargo político.

Dos meios de comunicação que um político pode se utilizar estão entre os principais os santinhos, panfletos, outdoors, carros de som, passeatas, a televisão, o rádio, entre outros. Em alguns desses meios, como os santinhos, o eleitor tem contato com as propostas e idéias do candidato de forma escrita, já em outros como os comícios e as passeatas o candidato tem a possibilidade de interagir com o eleitorado e expor as suas idéias, assim como discursar de maneira direta e imediata para os eleitores. Nesse caso, a campanha se torna mais intima na medida em que há o contato direto com o candidato. No caso da campanha através da TV ou rádio não há essa intimidade. Este modo de campanha se assemelha a campanha com panfletos e santinhos, a diferença é que nesse caso o modo de transmitir as idéias é de modo falado.

A intenção de uma campanha é tornar as idéias do candidato cada vez mais conhecidas, assim como a própria imagem do candidato. Quanto mais eleitores conhecerem o candidato e as suas idéias e propostas haverá mais possibilidade de este candidato ganhar mais votos e se eleger. De certo, são vários os fatores que levam alguém a votar em um candidato, seja ele qual for, no entanto, essa é a regra lógica mais básica de uma campanha eleitoral. Isto é, levar a idéia a mais lugares possível e, conseqüentemente, ao conhecimento de mais eleitores possíveis. Ora, um candidato desconhecido se eleger é quase impossível de se eleger através de votação, pois ninguém tem conhecimento dele ou das suas idéias e propostas.

Os meios de transmissão de idéias mais essenciais para o candidato quando se trata de espalhar as suas idéias e propostas cada vez mais distante são a TV e o rádio, pois estes, naturalmente têm o poder de serem transmitidos a longas distancias e para um publico considerável. Ora, é muito óbvio saber o porquê de a TV e o rádio serem mais essenciais, pois é só verificar que na realidade é comum que na maioria exorbitante das residências há pelo menos uma TV ou um rádio. É quase que raro ver alguma casa sem uma TV ou um rádio.

Outro meio de se fazer campanha eleitoral que cresceu imensamente ultimamente foi a internet. Hoje, com as redes sociais em alta é comum ver anúncios de candidatos na maioria delas. Também acontece de os partidos e candidatos terem seus próprios sites para a divulgação das suas idéias e propostas. De fato, a internet também é um modo de se fazer campanha em larga escala, afinal é incomensurável o tamanho da rede mundial de computadores. No entanto, esse ainda não é o principal modo de se fazer campanha, pois a popularidade dos computadores ainda não se compara a das televisões, pois elas são quase que uma prioridade nas casas. Ademais computadores são mais caros que as televisões quando alguém vai a uma “Lan house” dificilmente gasta o seu tempo lendo propostas de candidatos, não que isso não aconteça, mas que é um ato de uma grande minoria de pessoas.

~X~

(Andinho Yankee)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s