Subjetividade eloquente

 

 

Vamos começar com uma frase minha que eu adoro:

“A vida psíquica gira em torno dos conflitos provindos da sexualidade” (Anderson Santos) .

Como você interpreta esta frase? O que ela quer dizer pra você?

_Eu formulei esta frase baseado na teoria Freudiana, das três instancias psíquicas (ID, Ego e Superego), que trata da sexualidade como todo desejo que exige satisfação e estes desejos são representados pelo Id que por sua vez é restringido pelo superego (que são as normas impostas pela sociedade), isso gera os conflitos e a angústia, e principalmente as neuroses.

E você, imaginou a mesma coisa? Creio que não, digo até que é impossível. Concorda?

Com base nessa experiência eu queria chamar atenção para um fato que ocorre constantemente em várias esquinas e pontos estratégicos. São as mundialmente conhecidas Igrejas, templos de adoração, pregação, enfim, são tantos nomes.

• Sabemos que nestes pontos há sempre uma pessoa responsável por passar a palavra, por falar ao povo.

• Sabemos também que essa palavra é retirada da bíblia.

 • E no início deste post vimos que um texto pode ser visto de vários ângulos por diferentes pessoas, isto é, existem inúmeras interpretações.

Então é justo uma pessoa normal como qualquer outra, pois não existe pessoa especial nem divina, interpretar um texto da bíblia segundo a sua vontade e passar para as demais pessoas que se encontram ali nestes templos?

O que mais me incomoda é que as pessoas vão às igrejas, escutam os pastores, absorvem aquele conteúdo e tem aquilo como verdade para a sua vida toda, sem questionar e se perguntar por que e para que aquela palavra diz aquilo. É como você alimentar um recém nascido, que você pega o alimento que você quiser e introduz na boca da criança sem ela poder falar se gosta, se quer, enfim, ela apenas engole sem questionar.

Aí eu me pergunto, será que aquele pastor não pode manipular a palavra para atender as suas necessidades? Será que ele realmente tem capacidade para interpretar um texto Filosófico (pois a bíblia é um texto filosófico).

 Outro fato que me incomoda é o de que a bíblia tem linguagem parabólica, isto é, fala por parábolas, o que dificulta ainda mais a interpretações, abre ainda mais o leque de possibilidades, então como ele vai chegar ao em-si do texto?

Como ele vai atingir a essência do texto? Creio que assim como todos os textos filosóficos, a bíblia deveria ser discutida, lida em grupo e ser debatida para se chegar a conclusões, de forma dialética. Não vejo viabilidade em sentar em um banco de madeira ou cadeira de plástico e passar horas tendo minha mente sendo modificada segundo a vontade de uma pessoa a qual eu pouco conheço e sei que é humana como qualquer outro da espécie, que tem a mesma capacidade que qualquer pessoa em interpretar qualquer texto ou bula de remédio. Portanto Eu e você temos a razão e a bíblia quer dizer o que eu e você interpretamos.

~X~

 

(Anderson Yankee)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s