Tópicos especiais do pensamento Marxista – Mercadoria e Trabalho

 

A mercadoria, que é uma categoria social própria do sistema capitalista, está intrinsecamente ligada ao trabalho, pois é dele que ela surge, e isto se dá ligada a outras categorias sociais de mesmo caráter que a mercadoria, como o dinheiro, o capital, o salário, o proletariado.

Esta categoria, a mercadoria, comporta os dois tipos de trabalho existentes: o útil e o abstrato. A priori, ela irá surgir por intermédio do trabalho útil, que está relacionado ao produto material em-si, que tem em vista uma utilidade – daí a nomenclatura “trabalho útil”, isto é, aquele que produz um objeto que possui uma utilidade, algo feito para suprir uma necessidade humana – para a sociedade. Após a produção a mercadoria irá para o mercado ser vendida, e é aqui que ela revela o seu valor de troca. É aqui também que ela está envolvida com o segundo tipo de trabalho, o abstrato. A nomenclatura “trabalho abstrato” remete a algo não material, é uma contraposição ao concreto, ou seja, é algo não palpável, ou seja, um trabalho não palpável. Este tipo de trabalho situa-se na força de trabalho, da duração, da alienação impregnada na produção da mercadoria. Este também comporta a mais-valia. Por fim, este tipo de trabalho é considerado alienado, pois o trabalhador é utilizado inconscientemente pelos meios de produção como maquinaria, ou extensão, apêndice da maquinaria para produzir mercadorias. É sabido que, em prol da salvaguarda da humanidade isto é de caráter negativo, assim, além de alienador é desumano.

Pode-se dizer que, no âmbito das relações sociais o trabalho também se torna uma mercadoria quando um ser “livremente” vende a sua força de trabalho por um determinado espaço de tempo em troca de um salário. Isto se dá por que aqueles que não são capitalistas – a grande parte da sociedade e que não detêm os meios de produção – estão condicionados a submeterem-se à exploração anti-humana do sistema capitalista, fato que se dá inconscientemente, alienadamente, pois estes proletariados vivem com o falso sentimento de autonomia na sociedade, no entanto é visto que o que existe em verdade é uma submissão obrigatória em virtude da subsistência do homem. Isto é, aqueles que vendem a sua força de trabalho como um objeto qualquer, em troca de um valor simbólico – o salário, que é composto por dinheiro e é igual a poder de compra – no fim são vistos como meras máquinas que apenas servem para produzir e enriquecer os detentores dos meios de produção – os capitalistas – e garantir a perpetuação do sistema vigente.

É neste âmbito que se dá a dominação do homem pelo homem. É através o trabalho alienado que o homem está condicionado, ligado a idéia de liberdade, a vender a sua força de trabalho como mercadoria para poder subviver.

O trabalho, assim como a mercadoria, também é uma categoria social. Categorias sociais são abstrações ideais do meio social, das relações sociais. Alguns exemplos de categorias sociais são: dinheiro, capital, salário, trabalho, mercadoria, proletariado. Particularmente, o trabalho é quem constitui o ser social, já que através dele o sujeito interage com outros seres e com a natureza. Os indivíduos interagem com a natureza na intenção de adaptá-la a si, assim, o que ele produz através desta interação será algo situado historicamente. Ademais, as suas relações com outros indivíduos por intermédio do trabalho, seja ele útil ou abstrato,  também será algo situado historicamente, algo contextual e que a posteriori  pode ser conhecido como próprio de um tempo, algo que existe em determinadas circunstâncias, em determinadas condições e maturação sociais. Por isso o trabalho constitui o ser social, pelo fato de a interação e por isto ser algo situado historicamente. Isto é, faz com que cada relação seja exclusiva de um determinado tempo, isto permite distinguir os contextos sociais.

~X~

 

(Anderson Yankee)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s