Distinção de como se dá o conhecimento em David Hume e John Locke

As idéias

Ao tratar das idéias, tanto Locke quanto Hume concordam que não é da natureza humana o inatismo. Para ambos os autores, a mente humana é como uma folha de papel em branco e é a experiência que se encarregará, ou é o meio, de rabiscá-la, ou seja, não há nada na mente e é através da experiência que será posto alguma coisa lá.

Considerando que todo homem pensa, têm idéias, pois estas são o objeto do pensamento. Daí que segue a argumentação acerca das idéias. As principais questões discorridas por estes autores são: Como o homem as obtém e quais são os meios?

É a partir da resposta destes autores que é feita esta análise que pretende mostrar onde estes autores se encontram e se afastam nesta argumentação.

Para Hume…

Conhecimento em Hume

…a idéia se dá através da impressão. Ao entrar em contato com o objeto, ou seja, através da experiência o ser terá a sensação que irá impressionar a mente, isto é, terá a impressão e posteriormente a idéia, que é uma imagem mais fraca da impressão. Assim, estas duas se distinguem quanto ao grau de força e vividez na mente.

Uma idéia existente na mente pode ser o elemento para o aparecimento de outra idéia. Isto se dá através da reflexão, ou seja, uma idéia já existente na mente, que já proveio de uma impressão, através da reflexão irá gerar uma nova impressão (impressão de reflexão) que posteriormente gerará uma nova idéia.

Assim, Hume faz uma distinção entre sentir e pensar; as idéias encontram-se no âmbito do pensar enquanto que as impressões no do sentir.

Para Locke…

Conhecimento em Locke

…há uma pequena diferença, mas que é mister saber. Para este autor as idéias provêm diretamente da sensação, isto é, ao entrar em contato com o objeto sensível, os sentidos vão ter a sensação que irá retirar dos objetos sensíveis o que as percepções produziram e levam para a mente, esses dados geram as idéias. Então, a distinção que há entre Locke e Hume é que no segundo há a impressão que antecede a idéia, enquanto que no primeiro não há essa separação, ou seja, o que impressiona é a própria idéia. A idéia está no âmbito do pensar.

Em Locke também há um segundo meio provedor de idéias, que no caso também é a reflexão. No entanto, a reflexão, que são operações internas da mente, irá gerar diretamente outras idéias (diferentemente do conceito de Hume) que não se poderiam ser obtidas das coisas externas. Isto se inicia quando a alma começa a refletir acerca das idéias existentes na própria mente, ou seja, há um sentido interno.

Assim, vemos que na essência o conceito de idéia para estes dois autores são idênticos, pois as idéias são representações figurativas, imaginativas dos objetos sensíveis e que posteriormente geram outras idéias que não podem ser obtidas através destes, com a idéia de anjo por exemplo. A distinção entre os dois conceitos se encontra no modo como elas irão aparecer na mente, ou seja, no percurso percorrido para elas aparecerem na mente. Neste caso, para Hume o percurso é mais longo, pode-se dizer inclusive que há uma hierarquia de aparecimento e nesta a idéia está em um patamar secundário.

Por fim, é visível que, em Locke a idéia tem um grau de força e vividez na mente mais elevado que em Hume, já que elas aparecem num segundo plano, no entanto este cita que em dadas situações as idéias encontram-se num grau de força tal que chegam a se confundir com as impressões. De certo tem que se considerar que no que diz respeito ao aparecimento na mente, em Locke as idéias aparecem num grau mais elevado de força.

~X~

(Anderson Yankee)

6 respostas em “Distinção de como se dá o conhecimento em David Hume e John Locke

  1. Ótima ideia e análise das linhas de pensamento de Locke e Hume. Ótimas colocações e comparações, me ajudou muito no entendimento da matéria. Obrigada ;*

  2. Anderson, excelente exposição! Estava a procurar na internet um esquema de como se dá a experiência em Locke para utilizar com os meus alunos. Quero pedir a você que me permita utilizar o seu esquema. Darei, naturalmente, os devidos créditos. Tudo bem?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s