Vamos brindar

Vamos fazer um brinde aos virtuosos,

 

Um brinde aos hipócritas,

Aqueles que insistem em correr com cavalos de pernas tortas

E sonham que vencem corridas ilusórias,

Mas no fim, o que importa é uma boa história.

 

Um brinde aos invejosos,

Pois estes sim têm objetivos penosos.

Correm atrás do que não é seu e sofrem dores alheias,

Mas têm a consciência de são sujeitos históricos,

Livres de culpa, cheios de razão,

…Pois no fim, “o outro é sempre medíocre”.

 

Um brinde aos mentirosos,

Os escritores do dia-dia que atravessam as mais diversas vanguardas artísticas

E teorias filosófico – cientificas para justificar seus feitos.

 Estes sim são “felizes”, pois estes são o auge da intelectualidade

E do politicamente correto,

Isso que é bom, ser feliz,

Ademais, eles só querem paz.

 

Um brinde aos omissos,

Literatos Dadaístas natos,

Os gênios das histórias fragmentadas, porém coerentes.

Grandes caixinhas de surpresa, não tornam a vida monótona.

Donos de um espírito infantil espetacular,

Adoram uma brincadeira de esconde-esconde,

Mas o bom é tudo isso, “proporcionar alegrias”.

 

Um brinde aos indecisos,

Vivendo no percalço da interrogação,

Estes sim são dignos do egocentrismo e dos complexos negativos,

Afinal, para que princípios?

Se caixas vazias tem mais serventia do que as cheias!

Estes sim são dotados de força e coragem,

E o bom é esse, superar as conseqüências das surpresas.

E que venha a próxima!

 

Um brinde aos dogmáticos,

Esses eu admiro, grandes advogados, juristas,

Esses conhecem a verdade, não se abatem,

São felizes, sonham, têm princípios,

Estão sempre acompanhados de seus companheiros de pensamento,

Desconhecem o meio termo,

E isso que é mister na vida, a certeza.

 

Por fim,

Um brinde aos ignorantes,

Grandes sorrisos estampados, sempre relaxados,

Afinal, para que saber das coisas,

Sempre com tempo pra tudo,

Pau pra toda obra,

Psicossomática em altíssimo grau,

Grandes homens de grandes corações cheios de paixões.

Viva o lado animal da humanidade!

 

Àqueles que não se encaixam em nenhum dos “tin-tins”

Paciência gente,

Afinal, nem todo mundo é agraciado com as bênçãos dos céus,

Mas há sempre um amanhã pra mudar, pensem nisso!

Paz e Felicidades à todos, sintam-se afagados todos.

 

~X~

 

(Anderson Yankee)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s