Violência Infantil, por Ana Vitória

Comentário,

           Segue abaixo, o texto de Ana vitória, 11 anos, minha aluna do 5º ano do ensino fundamental (ano letivo de 2010) na Escola Novo Horizonte – Maceió, Al.

            A respeito da autora, ela tem um rendimento espetacular em todas as disciplinas escolares. Tem um nível intelectual bastante avançado considerando os demais colegas de classe e as respectivas crianças da sua idade. Dialoga clara e coerentemente com qualquer individuo acerca de assuntos quotidianos ou também alguns mais especificamente do meio escolar, ou seja, assuntos relacionados a disciplinas escolares com fluidez.

            Sua linguagem já segue um rigor técnico e tem certa peculiaridade no quesito argumentação, fruto da sua cognição ou dos esquemas cognitivos que foram transformados com efetividade, permitindo a mesma a ter uma compreensão demasiadamente integralizada do que é ministrado em sala de aula.

            O motivo de postar o texto aqui foi a surpresa ao lê-lo, surpresa esta referente à estrutura concisa e a coerência dos argumentos usados pela mesma. É mister citar que esta foi a primeira dissertação sugerida e conseqüentemente o primeiro tema tratado, de modo que este até então nunca fora abordado em sala de aula.

            Pode haver de alguém discordar das considerações acima citadas, no entanto, como professor vejo que é meu papel me admirar com e desenvolver as potencialidades do alunado, principalmente quando elas são expostas, visíveis. Deste modo, o fato da dissertação fora do comum em detrimento do meio objetivo da aluna pás a ficar em segundo plano e assim, o fato da potencialidade visível da aluna aparece como protagonista da cena.

(Anderson Yankee)

 

 

Violência contra as crianças

 

            A violência contra as crianças é um problema sério e constante. Muitas pessoas acham que crianças vivem para serem violentadas.

            Um tema muito forte é o da violência sexual

            A violência sexual é um problema muito forte e triste em nosso país. Muitas crianças (meninas) saem de casa por vontade própria para se prostituir por causa da violência. Já outra grande maioria é forçada a fazer estas coisas, isso é muito ruim porque elas ficam traumatizadas e isto gera o medo dos pais e até mesmo a tentativa de suicídio.

            Esse medo é tão grande que elas acabam cedendo, mesmo contra a sua vontade, isto ocorre quando a esperança acaba, a esperança de alguém olhar para a situação que elas vivem e acabar com isso, pois elas já não agüentam mais.

            Como acabar com isso?

            Para acabar coma a violência é preciso que as crianças denunciem as pessoas que abusam delas, ou seja, falar que são abusadas sexualmente. Se forem os pais que abusam ou empregados (babás, faxineiros, etc.), é preciso denunciar por que isso faz com que a violência acabe. Se nós nos unirmos vamos combater a violência. Vamos fazer deste mundo sofrido um mundo melhor!

            Outro tipo de violência

            Outro tipo de abuso que as crianças sofrem é a agressão física. As crianças têm vários direitos e deveres e nem nos diretos, nem nos deveres há algo que diga: “As crianças podem ser violentadas”. Essa lei nunca existiu então não se deve bater ou violentar uma criança.

            O que eu quero dizer com isso é que a criança não deve apanhar e nem sofrer nenhum tipo de abuso. Se cada um fizesse a sua parte conseguiríamos fazer com que esse mal acabasse; “ninguém que bate gosta de apanhar”, ou seja, gosta de bater, mas de levar não gosta, então pare de bater porque vocês não gostariam de estar na nossa pele!

(Ana Vitória L. dos Santos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s