Tudo é meu!

~ à noite ~

 

 

Tudo aqui é meu…

Por obséquio, tira a mão!

 

São meus aqueles olhos que não vêem,

Inclusive este silêncio que compõe aquela canção.

 

É meu o pensar desnecessário,

E a jaqueta listrada dentro do armário…

São minhas as palavras tortas,

Inclusive as tortas, todas as tortas…

 

É meu aquele jarro de água incandescente,

O qual está ligado ao meu próprio calor latente

São minhas as flores que gritam

E os discos, que de tanto silêncio, irritam!

 

É meu este sofá de quatro braços,

São minhas as risadas de todos os palhaços,

Estardalhaços,

Espaços, Cansaços…

 

É minha a televisão em cima do fogão,

É meu o cabelo,

São meus todos os pés, e aquela mão…

 

É meu o chamado ar rarefeito,

É minha a chuva,

É meu tudo o que na natureza há de perfeito…

 

São meus os Deuses,

São meus todos os astros,

Todos mesmos, até os sóis.

Assim como a cama, o travesseiro e os lençóis…

 

É minha a comida,

É minha a bebida,

É meu o prazer,

É minha toda a terra, até onde os olhos possam ver…

 

A mente é minha,

É meu o corpo,

O copo, o corpo… Definha!

 

É meu o todo, o real…

É meu tudo o que há aonde vou,

Porém, a mim não pertenço,

Pois é dela que sou!

 

 

 

 

(Andinho Yankee)

2 respostas em “Tudo é meu!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s